Perfil Nicolas Sárközy

Nascido Nicolas Paul Stéphane Sárközy de Nagy-Bocsa, é filho de Pál Sarkozy de Nagy-ocsa (Nagybócsai Sárközy Pál, em húngaro), nascido em Budapeste em 1928, em uma família pertencente à nobreza. O título nobiliárquico de sua família, tem origem numa concessão de 1628 que o Sacro Imperador Fernando II, também rei da Boémia e Hungria, concedeu a um antepassado de Nicolas, distinguido em altos comandos nas guerras contra os turcos. Em 1944, com a chegada das tropas soviéticas a Hungria, a famíliaSarkozy de Nagy-bocsa, originalmente em húngaro: Nagybócsai Sárközy, tem suas propriedades expropriadas e é forçada ao exílio.

Se inicia então uma longa etapa de mudanças pela Europa, que os leva à Áustria e à Alemanha, onde Pál, seu pai, conhece um recrutador da legião estrangeira francesa, na qual se alista por um período de cinco anos e inicia sua formação militar na Argélia, uma então colônia francesa na África. Ele devia ser enviado à Indochina ao final do treinamento, mas o médico que o examinou antes da partida, também húngaro, simpatizou-se com ele e lhe deu uma dispensa médica. Ele retornou à vida civil em Marselha em 1948 e, apesar de só ter requisitado cidadania francesa na década de 1970 (seu status legal era de apátrida até ali), galicizou seu nome húngaro para "Paul Sarközy de Nagy-Bocsa". Formou-se publicitário, e em 1949 casou-se com Andrée Mallah, filha dum médico cirurgiãoparisiense, e judia sefardita convertida ao catolicismo e estudante de Direito.

Nicolas é também lembrado como um homem bastante polêmico se você não se lembra dele pole história contada anteriormente com certeza se lembrará de ter o visto em algum noticiário envolvido em algum assunto polêmico. listei abaixo as principais polêmicas em que ele esteve envolvido.

Durante sua presidência, o presidente Nicolas Sarkozy foi criticado sobre muitos casos polémicos, diversos esquemas de corrupção e controversas nas quais muitas vezes a ética dele foi colocada em questão :
  • O caso Karachi 
  • O caso GDF  
  • O caso Tapie  
  • O caso Clearstream 
  • O caso Bettencourt 
  • O caso Wildenstein  
  • O caso César  
  • O caso de Compiègne 
  • O caso Peugeot 
  • Os discursos de Dakar, Riyad e Latran 
  • Os convites dos ditadores para a festa nacional do "14 juillet", o convite de Kadhafi com os ouros, o tapete vermelho. 
  • O caso da Jatte, do Fouquet's, do Paloma, do casarão mexicano, da viagem no Egito 
  • O caso Pérol 
  • O caso do Epad (e do scooter) 
  • As vacinas do vírus H1N1 
  • Os casos Yade, Boutin, Joyandet, Blanc, Estrosi, Lefebvre, Santini, Proglio, Amara, Laporte, Péchenard, Ouart, Solly, Soubie, Richard, Marleix
  • A utilização do contra-espionagem para resolução de assuntos privados
  • A utilização do Elysée para receber os veteranos do UMP e dos satélites até varias vezes por semana, a utilização dos recursos do estado para a propaganda política e para preparar e fazer a campanha presidencial do candidato Sarkozy
  • As "légions d'honneur" (Servier, Widenstein, Desmarais, Frère, Maistre, Peugeot etc.)
  • O "Air Sarko One",  o brinde de New York de 400 000 euros, o almoço para a UMP de 1 milhão de euros
  • A proposição de lei sobre a perda da nacionalidade francesa, o debate sobre a nacionalidade
  • O caso da remuneração ilegal de setembro ao 31 de dezembro de 2007, o divórcio, o casamento e a inscrição fora do prazo nas listas eleitorais, a declaração dos impostos atrasados, tudo isto ilegal e não processado
  • A circularia Hortefeux
  • A nominação das diretorias das rádios e televisões públicas pelo poder
  • A reforma constitucional
  • A irresponsabilidade penal do Presidente da República
  • O caso da espionagem dos jornalistas pelos serviços secretos "contrespionnage" Video em português 
  • O caso da validação das contas da campanha de Balladur e de Chirac
  • O caso Servier
  • O caso Bongo

Se você gostou desse post, por favor, deixe comentários e compartilhe nas Redes Sociais

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e nos ajude a melhorar a qualidade de nossas postagens.