Dique: Formação e ocorrência (geologia)

Dique de diabásio


O dique é uma estrutura de formato tabular de tamanhos variados. Os diques ocorrem principalmente próximos á intrusões plutônicas e regiões que possui ou já possuiu atividade vulcânica.
Os diques são basicamente intrusões em uma rocha encaixante e por esse motivo os diques possuem idade menor que as rochas que os encaixam. Suas dimensões variam muito, a altura pode ter de alguns centímetros até alguns metros, ao passo que sua largura chega a atingir vários quilômetros.
São estruturas de grande fascínio de especialistas. E não era pra menos. Os diques são encontrados em sua grande maioria na posição vertical muitas vezes formando ângulos de 90* porém eles podem ser encontrados na posição horizontal (o que contraria o que se sabe sobre a forma como são originados, os confundido com soleiras). Calma! Eu explico. Os diques podem sim ser encontrados na horizontal, essa mudança de posição ocorre depois de sua formação (sendo esse tipo de dique formado como qualquer outro na vertical ), a estrutura estando em um ambiente tectônico geologicamente perturbado começa a mudar sua direção devido as forças tectônicas presentes e numa escala geológica média de tempo muda sua direção de vertical para horizontal.
Como saber a diferença entre uma soleira e um dique?
Muito fácil! A ação geológica ao mudar a direção do dique deixa nele marcas e dessa forma podemos identificar.
Os diques possuem diversas composições e texturas, sendo mais comuns os Diabásicos, os Basálticos e os Graníticos.

Fonte: Geologia Geral - José Henrique Popp e Decifrando a Terra - Edição 2


Reações:

2 comentários:

  1. esse conteúdo tem referencia bibliográfica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tem sim,

      Me desculpa por não ter colocado antes.

      Geologia Geral - José Henrique Popp
      Decifrando a Terra - Edição 2

      Excluir

Deixe seu comentário e nos ajude a melhorar a qualidade de nossas postagens.