O FERRO NA CONSTRUÇÃO CIVIL


         Siderurgia é a denominação especial da metalurgia do ferro. Como já mencionamos, é o metal de maior utilização na construção civil.
De acordo com o teor de carbono na composição da liga, temos a seguinte classificação e denominações:
a)        aço forjado ou doce (macio, com certa maleabilidade), menos de 0,2% de carbono;
b)       aço, entre 0,2 e 1,7% de carbono;

c)        ferro fundido ou coado, entre 1,7 e 6,7% de carbono.

Encruamento
É o tratamento a frio em que o metal é submetido a esforços que tendem a deforma-lo, rompendo-se o filme intercristalino e os grãos tendem a se orientar no sentido da deformação. A resistência à tração e a dureza aumentam, mas diminuem a flexibilidade, a resistência à corrosão e o alongamento. Se o metal for aquecido, a cerca de 40% da temperatura de fusão o encruamento tende a desaparecer e os cristais vão se reagrupar.
            Folhas de Flandres (lata)
São chapas finas de aço cobertas por leve camada de estanho, para não oxidar, obtida por imersão ou deposição eletrolítica. Na confecção de embalagens não deve existir cantos vivos, para não quebrar a película de estanho, bem como esta será comprometida se houver amassamento.
            Chapas Galvanizadas
            São chapas finas de aço revestidas com zinco. É a imersão da chapa em um banho de zinco fundido. São padronizadas desde o número 10 (3,515mm) até o número 30 (0,399mm de espessura).
            Chapas Lisas Pretas
São chapas de ferro fundido, pretas, lisas, laminadas a quente e a frio. As chapas laminadas a quente são as grossas (5,16 a 75,20mm de espessura). As laminadas a frio são as finas (1,90 a 0,31mm de espessura). As intermediárias são laminadas a quente ou a frio, dependendo da indústria produtora.
Ferros Perfilados
Ferro fundido, laminado, apresentado em forma de barras redondas, quadradas, retangulares, perfis L, T, I, U. Os perfis com dimensões menores de 2” (50mm) são chamados finos e os de mais de 2” são chamados grossos.
Arames e Telas
Os arames são finos fios de aço laminado, galvanizados ou não. A denominação da bitola é por número, diminuindo o diâmetro à medida que aumenta o número. Vão de 0,2 a 10,0mm.
O arame utilizado na amarração das armaduras de concreto armado é recozido, ou queimado, na bitola 18 BWG (1,24mm), sendo utilizado o 16 (1,65mm) em armaduras pesadas. BWG significa Birmingham Wire Gauge. O arame recozido nº10 é utilizado na amarração de andaimes e pontateles sem grandes responsabilidades.
As telas são malhas fortes de arame, denominadas pela bitola do arame e abertura da malha. Por exemplo, uma tela usual para alambrado sem fio (arame) 12 e malha 2” (50mm).
Pregos
São fabricados a partir de arame galvanizado em máquinas apropriados que cortam o arame e moldam a ponta e a cabeça do prego.
São denominados por dois números: o primeiro corresponde à bitola do arame na fieira de Paris e o segundo a uma antiga medida francesa de comprimento, linha, igual a 2,225mm (uma linha é igual a 1/12 da polegada francesa, 27,0mm).

AÇOS PARA CONCRETO ARMADO E PROTENDIDO

Os aços estruturais para concreto armado ou protendido, fabricados no Brasil, podem ser classificados em três grupos principais:
• aços de dureza natural, laminados a quente
• aços encruados a frio
• aço “patenting”
Os primeiros, são os denominados “comuns”, CA-25 (limite de escoamento de 25kgf/mm²), CA-32, CA-40, CA-50 e CA-60, sendo os dois últimos quase os únicos fabricados atualmente.
Os aços laminados a quente que não sofrem tratamento algum após a laminação. Suas características elásticas são alcançadas unicamente pela composição química adequada com ligas de C, Mn, Si e Cr. Em geral, são caracterizados pela existência de um patamar de escoamento no diagrama tensão-deformação e grandes deformações de ruptura, no ensaio de tração. Como são laminados a quente, não perdem suas propriedades se aquecidos. Por isso, podem ser soldados e não sofrem demasiadamente com a exposição a chamas moderadas em caso de incêndio.
Os aços encruados a frio são originalmente aços de dureza natural que passam por algum processo para se conseguir um aumento de resistência. Os processos mais utilizados são os de tração e de torção.





Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e nos ajude a melhorar a qualidade de nossas postagens.