O fim do site Trama virtual: quais alternativas para divulgar sua música na internet agora?

Ele surgiu com ares de inovador e revolucionário em maio de 2004, e foi o responsável por catapultar ao cenário mainstream, várias bandas que até então, só conheciam o muno underground. Fresno e NX Zero são algumas das crias do site Trama Virtual capitaneado por João Marcelo Bôscoli (um dos chefes/donos da gravadora trama, filho de Elis Regina) e idealizado por Carlos Eduardo Miranda.

Outra banda que foi lançada no site e teve sucesso internacional, até mais que no país de origem foi o Cansei de ser Sexy. Teatro Mágico, Dance of Days, Vanguart, e todo o rock e mpb anos 2000 passou por lá.

Por ser o maior acervo de música digital no Brasil e um dos maiores do mundo, certamente, e por todo respaldo e sucesso obtido, seja na mídia, pelas comunidades de músicos e usuários de internet, foi de fato, um verdadeiro susto o anuncio da morte do site.


A tristeza dos usuários não é exagero. O site tupiniquim foi responsável por lançar na rede, um modelo genuíno e até então único de rede social para bandas. Se não copiado, foi influência total para o MySpace, que com todos os percalços ainda respira.

Com tanto sucesso, porque um fim? Segundo João Marcelo, o final ocorre, pois o site “cumpriu sua missão”.

Indignação dos usuários

É claro que a notícia não foi bem recebida pelo público. Abaixo do discreto aviso do fim das atividades, centenas de comentários dos usuários da rede social revelam indignação. Alguns cobram uma posição da empresa UOL, responsável por hospedar o site, outros lamentam o fim de uma era, e tantos outros se negam a acreditar no fim.

Fazendo download como se não houvesse amanhã

Um dos pontos positivos do site, principalmente para as bandas, era a remuneração por download. Com o aviso do fim do site, o serviço foi desativado.

Por outro lado, o número de downloads cresceu subitamente, afinal, o registro musical e toda uma geração de fãs de música está ali, e muitos já não tinham seus mp3 preferidos.

Se nas antigas gravávamos nossas fitinhas k7, consumíamos discos de vinil e CDs, com o lance de música digital, hoje, no contexto atual, muito será perdido, afinal, poucos lançaram em formato fisico, jogavam tudo no Trama Virtual.

78 mil bandas cadastradas no site já dão a ideia que inevitavelmente, muito, mas muito mesmo, será perdido.

E agora, José?

Com a morte deste importante canal de divulgação e conteúdo de musica online, os olhares se voltam novamente ao MySpace e outras plataformas de música, como o BandCamp, bem cotado atualmente, e o SoundCloud, um dos mais utilizados na atualidade. Todos estes sites oferecem a opção de fazer download gratuito. Mas cá pra nós, nenhum deles tem a história e importância alcançada pelo Trama Virtual, que por mais de uma década, virou referência no quesito musica digital. 
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e nos ajude a melhorar a qualidade de nossas postagens.