Nana pocket app: brincadeira levada a sério

Engana-se quem pensa que para empreender e ter um bom negócio, o fator mais relevante seja a sorte. Na verdade, empreender é uma arte, e neste sentido, a sorte pode até ser um dos ingredientes da receita de sucesso, mas não o determinante.

O fato é que um bom empreendimento surge de uma necessidade, seja ela pessoal, de mercado, ou de ambos. Um bom exemplo de uma necessidade pessoal e de mercado, que alavancou um novo projeto de empreendimento aliando tecnologia e literatura infantil, por exemplo, é o Nana Pocket.
Idealizado pro Erica Quiroga, e tendo na equipe Marina Ghetler e Pedro Arnt, estes educadores resolveram atuar num campo totalmente inovador, mesclando o objeto livro físico, com aplicativos para Android e PC.
Erica via a necessidade de um produto que despertasse o interesse de sua filhinha ao universo fantástico da literatura e percebeu que no mercado, não havia um produto que se agrega satisfatoriamente à tecnologia e livros infantis.
O que vemos no site Nana Pocket é uma verdadeira central multimídia, para pais, educadores e principalmente crianças a partir de 8 meses. Imagem, música, história e personagens, com toda estética e ferramentas tecnológicas, estão disponíveis por meio do site e app que pode ser adquirido no Google Play, além do livro físico.
O livro físico, por sua vez, complementa o projeto, numa espécie de dicotomia entre o físico e o virtual.
Literatura infantil em 3 dimensões
O grande diferencial deste empreendimento da educadora Erica Quiroga é a realidade aumentada. Animações em 3D, tirar fotos com os personagens, entre outras inovações, são os pontos mais significativos do produto.
Os softwares vão de encontro exatamente à necessidade de se educar desde os primeiros meses de vida. De fato, o site Nana Pocket inovou ao pensar naquilo eu ninguém jamais pensou, ou se pensou, não colocou em prática.
Bebê Céu
O aplicativo chave deste empreendimento foi o “Bebê Céu”. Criado para o iPhone, a interatividade e aspecto lúdico foram as molas propulsoras desta ferramenta educacional para os bebês.
Um dos destaques do aplicativo é o personagem central, Cacau, um cãozinho simpático que foi inspirado no pet de uma das participantes do projeto, a fonoaudióloga Marina Ghetler.
Valores no processo de educação
Abordar valores importantes na vida é possível por meio deste livro/brinquedo, como os idealizadores do projeto denominam o Nana Pocket. O cãozinho personagem que foi baseado num ser real, apresenta características marcantes, como lealdade, amizade, curiosidade, características importantes para todo ser humano.
Sendo assim, as crianças e bebês absorvem brincando estes valores no livro “O Cacau vai fazer aniversário”.
Como vimos, empreender um negócio os dias de hoje requer tato, visão e mercado, e principalmente agregar possibilidades como produtos físicos aliados à tecnologia. Com esta sensibilidade mercadológica e visão de futuro, as chances de ter um negócio bem sucedido se potencializam.  
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e nos ajude a melhorar a qualidade de nossas postagens.