O facebook e as Opiniões

Quem nunca escreveu um desabafo no facebook, que atire a primeira pedra! Desabafar sobre o Governo, sobre o namorado, sobre a família, sobre o Fantástico (0/), desabafar sobre alguma coisa. E aí então começam os choques de opinião: quem concorda curte e compartilha, quem não curte talvez inicie uma discussão. E talvez essa discussão gera um mal estar tão grande entre as partes, que a amizade virtual fique estremecida, ou então as pessoas podem se excluir e bloquear na rede, em casos mais extremos.
Analiso tudo isso como um estudo dos nossos dias. Não é engraçado perceber que você esta inserido em grupos tão heterogêneos ao mesmo tempo? Não digo amigos de fé, de muitos anos de convívio, mas falo de gente que toma cerveja com você toda semana, mas que num dia posta alguma coisa que te revolta extremamente.
O mais bacana de se observar é a forma com que as pessoas se expressam. É bom observar alguns bons debates que acontecem, mas também se vê muita gente tentando vencer com sua opinião no grito.

Se você gostou dessa postagem vai se interessar também pelos artigos: Mundo Android: facebook e sua home para os tablets e smartphones, Evolução das Redes Sociais: A Vida Virtual Antes do Facebook, Redes sociais: o YouTube ganhando o espaço da TV, Qual os melhores aplicativos de fotos para android.
Acredito que para evitar que muita gente abandonasse o facebook ou restringisse demais quem adicionasse, foram implementadas as opções para que não se veja as atualizações das pessoas, sem que estas sejam deletadas do seu facebook. E essa realmente uma ótima opção: quem aqui não bloqueia muita gente na época de BBB ou de alguma fase de protestos políticos? Quem aqui não tem um amigo que posta durante o dia inteiro frases chatas e sem a menor serventia. É o facebook te ajudando a “fazer a social”.
Não sou antropóloga nem nada, mas acho muito interessante ver que, a maior parcela frequentadora do facebook, os jovens, não são alienados como se diz (bem, uma boa parte pelo menos). Essa parcela, que muitas vezes tem suas opiniões desprezadas pela sociedade ou por outros meios de comunicação, tem vez, voz e plateia nesta rede social. Não sei se algum antropólogo estuda essas reações... se não, deveria.
É bom perceber que, apesar de nem sempre serem opiniões com base, são opiniões! Percebam, a congratulação aqui, não é pelas frases da Clarice Lispector, mas, caramba, os jovens que sempre tiveram suas opiniões subjugadas estão pensando! E mostrando isso. Cada um com a sua realidade, cada um com o seu testemunho.
Pode ser que num determinado momento, a opinião de um mototáxi bata de frente com a opinião da patricinha universitária. E se, nesse caso, ocorra um debate de opiniões interessante? Não é utopia não gente: esse tipo de coisa pode mudar a visão de ambos sobre o estilo de vida de cada um. Não sei você, mas eu nunca vi em nenhum meio de comunicação, uma possibilidade de integração tão grande. E você? O que acha disso?
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e nos ajude a melhorar a qualidade de nossas postagens.