Paquera em tempos de Internet

Antigamente, era só você observar uma menina, perceber se ela também estava interessada em você, daí vocês tinham uma conversa, trocavam telefones, conversavam durante a semana por alguns minutos todos os dias e aí no fim de semana seguinte vocês se viam de novo. Esse processo ia se repetindo ao vocês começarem a namorar e aí depois era um novo processo.
Já perceberam de como de uns 10 anos pra cá isso já mudou completamente? Quando, ou até uma pessoa chegar em vocês, é todo um processo, toda uma política a ser respeitada. Digamos assim que a “etiqueta” da paquera foi alterada por causa da tecnologia. Vamos comprovar isso no passo a passo?



Se você gostou desse artigo, vai se interessar também por: Relacionamentos: como lidar com as crises? e Você vem sempre aqui?
Vamos voltar um pouquinho no tempo, para um passado não muito distante: o Orkut. Como no início não havia muito bloqueio, quem quisesse visualizava o seu perfil. Poderia então ocorrer duas coisas: ou a pessoa te mandava um “scrap” te pedindo para a adicioná-la ou então ela, por maio do Google Talk, te pedia isso. Se você a aceitasse, seguia então o passo seguinte: o próximo pedido era para a pessoa adicioná-la no finado MSN.
Daí em diante, ao invés das conversas de horas no telefone, as conversas se seguiam por horas no MSN. De lá para scraps bonitinhos, com depoimentos que deveriam ser apenas lidos, mas nunca publicados (isso era muito engraçado!), era apenas um pulo, até que o tão desejado status de “solteiro” mudasse para o de “namorando”.
Um outro processo acompanhou esse que descrevi acima: a introdução do sms nas nossas vidas. O sistema de comunicação rápida, que antes tinha uma tarifa alta nas Operadoras, passou a ser cada dia mais barato, e então, se comunicar por sms acabou ficando mais prático (e mais barato) do que se comunicar falando ao telefone.
E aí chegamos a atualidade. Hoje em dia, quando conhecemos uma pessoa na balada, se o papo ficar interessante, ela te pede o telefone sim... e pergunta logo em seguida se você tem whatsapp, porque né... sms ainda é cobrado e whatsapp é de graça e mais rápido. Além de pedir seu telefone, a pessoa agora também pede seu nome todo, para que possa te procurar no facebook. Depois dessa entrevista, pergunto se a pessoa também quer saber o resultado do meu teste do pezinho... muita pergunta!
E aí o que se segue é sensacional #sqn: a pessoa te manda um whatsapp pra dizer que adorou te conhecer, você ficam se falando assim até ela te adicionar no facebook e aí agora vocês continuam se falando só por textos: ou pelo serviços de mensagem instantânea do telefone, ou pelo chat do facebook.
Modernidade: afastando os casais apaixonados desde sempre...
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e nos ajude a melhorar a qualidade de nossas postagens.