Você acredita na seleção canarinho? Copa das Confederações se aproxima, mas o povo não demonstra empolgação pela amarelinha

O Brasil entrou de vez no calendário dos maiores eventos esportivos do mundo. Sede da Copa das Confederações, da próxima Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos, o foco da atenção mundial estará em nosso país.

No tocante ao futebol, uma dúvida paira no ar: terá a seleção de Felipão, condições de lutar pelo título? Mesmo com a vantagem de ser o país sede e com o status de a pátria de chuteiras, um certo ceticismo ronda a seleção brasileira.

Sai Mano, entra Felipão


Recentemente, Mano Menezes, que fez seu nome entre os grandes treinadores do país ao trazer o Corinthians de volta à primeira divisão do futebol brasileiro, foi dispensado do comando da seleção.




Mano, que por sua vez substituiu Dunga após o fracasso na Copa do Mundo, não teve nenhum resultado expressivo frente a amarelinha. Houve inclusive, algumas acusações, referente às convocações de gosto duvidoso.

Mesmo que os bons resultados não tenham pautado o trabalho de Mano Menezes, alguns críticos da bola levantam o fato dele não ter tido tempo suficiente para trabalhar e que sua demissão nada mais foi do que um ato político. Em todo o retrospecto com a seleção, Mano conquistou 27 vitórias, 6 empates e 7 derrotas.

Demitido no fim de 2012, coube ao veterano e polêmico Luiz Felipe Scolari, o Felipão, retornar ao comando da equipe.

Esperança ou nova frustração?


Conhecido pelo temperamento polêmico e acima de tudo aguerrido, Felipão sabe como poucos a adrenalina de se conquistar uma Copa do Mundo. Campeão em 2002, ele volta ao posto que um dia já foi dele, mas numa seleção sem muitas estrelas e sem um padrão de jogo.

Pior, em sua reestreia, até agora Felipão contabiliza 5 partidas e apenas uma vitória. A esperança fica agora em um bom desempenho na Copa das Confederações.

Convocação: 14 de maio


Segundo o site da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), a convocação para a Copa das Confederações será no próximo dia 14 de maio.

O campeonato que por sua vez, será disputado no período de 15 até 30 de junho, tendo como sede Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Salvador e Recife, funcionará como um teste para o evento mais importante do futebol, a Copa do Mundo.

Segundo o técnico do Brasil, a lista já está fechada. Enquanto ela não sai definitivamente, o povo, mesmo que não muito empolgado, escala sua própria seleção nas conversas de botequim. E ao que tudo indica, só há uma unanimidade: Neymar.

Mesmo assim, ele ainda divide opiniões. Para muitos, o craque do Santos é muito melhor no marketing do que com a bola nos pés. Talvez este evento seja a sua grande chance de provar que seus críticos estão errados. Será?
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e nos ajude a melhorar a qualidade de nossas postagens.